Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Em eleição fragmentada, 17 partidos podem vencer nas capitais

Marcelo de Moraes

As eleições municipais mostraram que a fragmentação do poder político se espalhou de vez pelas capitais do País. Nada menos do que 17 partidos diferentes poderão eleger prefeitos nas capitais brasileiras. Esse é o número de legendas cujos representantes já venceram no primeiro turno ou disputarão o segundo turno. Em 2016, a fragmentação já tinha dado as caras com muita força, com 13 siglas diferentes fincando sua bandeira em alguma capital.

Rafael Greca (DEM) reeleito em primeiro turno em Curitiba. Foto: Reprodução/Facebook

Embora ampla, essa divisão das capitais mostra alguns claros vencedores e outros derrotados. No primeiro turno, três partidos de Centro já ficaram com sete capitais. O DEM venceu em praças importantes, como Salvador, Curitiba e Florianópolis. O PSD levou Belo Horizonte e Campo Grande. Já o PSDB ficou com Natal e Palmas.

Quando as disputas do segundo turno entram na conta, os partidos do Centro seguem indo bem. O DEM pode levar o Rio. O PSDB tenta garantir São Paulo, Teresina e Porto Velho. O PSD briga por Goiânia. Mas nenhuma outra legenda tem tantas chances no segundo turno quando o MDB que disputará em sete capitais: Boa Vista, Cuiabá, Goiânia, João Pessoa, Maceió, Porto Alegre e Teresina.

Já os partidos de esquerda vão participar da disputa em dez capitais. O PSB se destaca com três: Maceió, Recife e Rio Branco. O PDT está em duas, com Aracaju e Fortaleza. O PSOL surpreendeu chegando em São Paulo e Belém. O PT voltou a decepcionar, aparecendo apenas em Recife e Vitória. Já o PCdoB disputa em Porto Alegre. Um resultado modesto, especialmente para o PT que terminou em segundo lugar nas duas capitais em que vai tentar ganhar no segundo turno.

A divisão do bolo das capitais

Já eleitos

DEM – 3

PSDB – 2

PSD 2

Em disputa

MDB – 7

Podemos – 3

PSDB – 3

PP – 3

PSB – 3

Republicanos – 3

PDT – 2

PSOL – 2

PT – 2

Cidadania – 1

Patriotas – 1

Solidariedade – 1

PROS – 1

PSD – 1

Avante – 1

PCdoB – 1

DEM – 1

*Macapá vai realizar eleições no dia 13 de novembro.