Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Escola sem Partido serve de lição para Bolsonaro

Marcelo de Moraes

O arquivamento hoje do projeto do Escola sem Partido foi uma derrota importante para a bancada conservadora do Congresso, mas serve, principalmente, como uma lição importante para o futuro governo de Jair Bolsonaro: o recado é que, no Congresso, não existe votação fácil ou difícil. Existe articulação bem feita ou mal feita.

Foi justamente o que faltou hoje para os defensores do Escola sem Partido conseguirem avançar na proposta. E é exatamente este o ponto mais nebuloso do governo de Bolsonaro: quem fará e como será sua negociação política com o Congresso. No Escola sem Partido, o presidente da Comissão, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), desistiu de votar o projeto, depois de tentar por oito sessões. Não faltavam votos. Faltou foi articulação. Marcos Rogério lembrou que a oposição amanhecia dentro da Comissão para barrar o texto. Já os apoiadores pareciam ter sempre coisa mais importante para fazer. Se não houver organização no governo Bolsonaro, episódios como esse podem se tornar frequentes. /Marcelo de Moraes

Tudo o que sabemos sobre:

Do MarceloEscola sem partido