Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Fatiar reforma pode multiplicar problemas

Marcelo de Moraes

Na complexa discussão da reforma da Previdência, não existe uma fórmula mágica ou um coelho que se tire da cartola e que produza um resultado mais fácil. Embora seja necessária para equilibrar as contas públicas, o tema mexe diretamente com a vida das pessoas e o medo espalhado em torno da discussão (coisas como: as pessoas vão trabalhar até morrer, o valor pago será irrisório, etc) faz com que o tema mantenha muita gente com o pé atrás.

Ao dizer que a reforma poderá ser feita de forma fatiada, Jair Bolsonaro pode estar complicando seu caminho nessa votação. Todo governo eleito traz uma força natural das urnas que ajuda a quebrar resistências no Congresso. É o momento ideal para usar esse capital político e aprovar medidas difíceis, porém, importantes. Se a reforma for executada em partes, o governo corre o risco de perder seu fôlego, se desgastar com a opinião pública e com os aliados e desperdiçar a chance de organizar o sistema. Em vez de reduzir, pode estar multiplicando seus problemas.

Tudo o que sabemos sobre:

Do Marceloreforma da previdência