Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: FMI reduz previsão de queda do PIB e mostra que Guedes estava certo

Marcelo de Moraes

Em 25 de junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, contestou a previsão feita pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) de que o PIB brasileiro afundaria em 9,1% em 2020 pelo impacto do coronavírus. Na ocasião, o ministro disse que a previsão estava errada e pareceu, para quem acompanhava sua fala numa audiência no Congresso, que tentava apenas tapar o sol com a peneira.

Hoje, menos de quatro meses depois, o FMI refez sua previsão. A queda do PIB brasileiro segue bastante negativa, mas estimada em 5,8%, bem abaixo dos 9,1% que afirmara antes.

“A gente aprende em teoria econômica que há momentos em que há rupturas em todos os parâmetros. Quando há um choque como esse, eu não acredito nas previsões que são feitas. Ninguém sabe a resposta. As pessoas começaram a chutar menos um, menos quatro, menos dez. A previsão do FMI é menos nove, e eu acho que vão errar”, afirmou Guedes na ocasião. E estava certo.

 Paulo Guedes. Foto: Fábio Motta/Estadão

Tudo o que sabemos sobre:

Do MarceloFMIPaulo Guedes