Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Inflação de dezembro serve como alerta

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

O resultado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no mês de dezembro mostrou uma subida expressiva e acendeu um sinal de alerta dentro do governo. A inflação subiu 1,15% apenas em dezembro, o que representou o pior resultado para o mês desde 2002. Não custa lembrar que, naquele ano, dezembro marcou uma inflação de 2,10% mas foi muito atípico por conta das pressões políticas sobre a economia. Luiz Inácio Lula da Silva tinha sido eleito presidente e havia enorme tensão por causa da posse do primeiro governo petista no País. Agora, o cenário não tem essa pressão.

Mesmo dentro da meta de inflação, o resultado de dezembro empurrou o IPCA de 2019 para 4,31%. O vilão de dezembro, como se previa, foi o preço da carne que disparou. Mas preços de produtos importantes de alimentação causaram problemas ao longo de todo o ano. Em dezembro, a carne subiu mais de 18%. Mas, em 2019, o feijão aumentou cerca de 55% no seu preço.

Como 2020 já deve começar sentindo os efeitos de mudanças no preço dos combustíveis e também nas passagens dos transportes coletivos (no Distrito Federal, devem subir na segunda-feira e em Belo Horizonte estão sendo contidos na Justiça, por exemplo), janeiro deve mostrar ainda uma situação difícil no controle da inflação.

Tudo o que sabemos sobre:

Do MarceloInflação