Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Maia vai ajudar a manter veto, mas reclama de Guedes

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Depois da sessão em que o Senado derrubou o veto presidencial para o aumento dos servidores, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi acionado para tentar reverter o resultado entre os deputados. Favorável ao veto, Maia topou ajudar nessa articulação. Mas se queixou de que o ataque feito pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, aos senadores pela votação só servia para dificultar as coisas.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia Foto: Michel Jesus/Agência Câmara

A reclamação de Maia contra as críticas fortes que Guedes costuma fazer ao Congresso é uma queixa recorrente. Hoje, o presidente da Câmara decidiu verbalizar a insatisfação quando anunciou que negociaria a retomada do veto.

“Não nos ajuda o ministro da Economia atacar o Senado Federal. Isso, inclusive, atrapalha, e pode contaminar o nosso processo de votação”, disse.