Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Na disputa pela Câmara, pau que dá em Chico, dá em Francisco

Marcelo de Moraes

Há uma caçada desenfreada pelo voto dos dissidentes na disputa pela presidência da Câmara entre os deputados Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP). Para mostrar força, os aliados de Lira têm procurado espalhar que já teriam arrancado nacos generosos de votos dentro dos partidos que apoiam Baleia. Nesse caso, os alvos seriam PSL (o que é verdade), PSB (alguns deputados) e PSDB (o que é vontade).

Plenário da Câmara dos Deputados. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Mas do outro lado, a manobra é semelhante. Os defensores de Baleia garantem que conquistarão fatias importantes do PSD (o que é verdade), do PP (alguns deputados) e PL (o que é vontade).

A verdade é que, como os dois candidatos pertenciam originalmente ao mesmo grupo do Centrão, que respaldou as gestões de Eduardo Cunha e Rodrigo Maia, as relações entre partidos são estreitas. Com exceção do PSB, que pertence ao bloco da esquerda, mas ainda enfrenta dúvidas políticas sobre qual caminho seguir – embora a direção do partido tenha vetado aliança com candidatos ligados a Jair Bolsonaro, como é o caso de Lira.

Como a eleição só ocorrerá em 2 de fevereiro, as negociações ainda estão apenas começando. E a tentativa de captura de votos, dos dois lados, seguirá cada vez mais intensa. Como o voto é secreto, não há dúvidas que vai ter candidato comprando gato por lebre no dia da eleição e acabará tendo suas expectativas frustradas.

Tudo o que sabemos sobre:

Do Marcelo