Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Salles quer manter prazo para programa antipoluição de veículos

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

A indústria automotiva brasileira tem pressionado o governo para adiar por três anos o início das novas fases de implementação do Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve). O programa é considerado um item muito importante na agenda ambiental de combate à poluição urbana, mas sofre resistência do setor que precisará se adequar. O cronograma prevê que as mudanças comecem a ser feitas a partir de 2022, de forma gradativa, até 2025.

Foto: Werther Santana/Estadão

A indústria automotiva tem alegado que, por causa da pandemia do coronavírus, precisa de mais tempo para que suas atividades possam se normalizar e, a partir daí, adotar as adaptações previstas no Proconve.

Apesar dessa pressão, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse ao BRPolítico que defende a manutenção do calendário atual, com início das mudanças valendo já para 2022.

“Qualidade do ar é tema prioritário da agenda ambiental urbana. A exemplo do etanol, temos que seguir buscando melhorar, e não retroceder”, afirmou o ministro ao BRP.

Tudo o que sabemos sobre:

Do MarceloproconveRicardo Sallespoluição