Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Marcelo: Senadores preparam troco para Guedes

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

As críticas pesadas feitas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, contra o Senado por causa da votação do veto para o aumento dos servidores ficaram engasgadas na goela de vários senadores. A Casa derrubou o veto e os deputados tiveram de ser acionados para reverter a decisão. Mas, antes disso, o ministro baixou a lenha contra os senadores, chamando de crime contra a pátria o que tinha sido feito por causa do impacto nas contas públicas.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, na coletiva desta quarta-feira

O ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Reprodução/TV BrasilGov

Expostos publicamente pela crítica, os senadores vão convocar Guedes para explicar quais crimes foram cometidas. Obviamente, a audiência vai se transformar num ato contra o ataque do ministro. Alguns senadores lembraram que Guedes, volta e meia, dá uma rabanada nos parlamentares, especialmente quando suas ideias não avançam no Congresso. Por isso, resolveram impor um limite e chamar o ministro para cobrá-lo publicamente.

“Alto lá, senhor Paulo Guedes! Respeite! Aponte, mentiroso, um centavo que o Senado desviou da Saúde para os servidores públicos. Criminoso é o (des)governo a quem o senhor serve”, criticou o senador Cid Gomes (PDT-CE).

“Já perderam a vida mais de 111 mil brasileiros, boa parte dessas mortes ocasionadas pela inconsequência da gestão federal na Saúde. Malandro é quem posando de liberal será o (ir)responsável pelo maior rombo nas contas públicas da história do País! Moleque é quem partilha com sua corja do “mercado” os ganhos, num atentado contra o setor produtivo nacional, da criminosa manipulação da política cambial. Respeito!”, acrescentou Cid.

Tudo o que sabemos sobre:

Do MarceloPaulo GuedessenadoCid Gomes