Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Dois anos da facada em Bolsonaro

Vera Magalhães

Exclusivo para assinantes

Neste 6 de setembro, as redes sociais amanheceram mobilizadas pelos bolsonaristas para lembrar os dois anos da facada de Adélio Bispo no então candidato a presidente, em Juiz de Fora. A hastag #QuemMandouMatarBolsonaro é desde cedo um dos temas mais comentados do Twitter.

A narrativa que acompanha a hashtag — cópia da indagação a respeito do assassinato de Marielle Franco, ainda não resolvido — é a de que Adélio Bispo agiu a mando de adversários de Bolsonaro. Os inquéritos conduzidos pela Polícia Federal acerca da facada concluíram que ele agiu sozinho e que sofre de problemas mentais.

Existe um recurso, atualmente no STF, para que a investigação da facada seja reaberta. O relator é o ministro Luiz Fux, que nesta semana assume a presidência da Corte.

É esperado que o próprio Bolsonaro relembre o aniversário da facada, na véspera do dia da Independência, como faz constantemente. Resta observar se também a Secom, convertida em Ministério da Propaganda bolsonarista, também fará referências épicas ao atentado.