Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Do Fucs: Dois meses de Lula no cárcere

José Fucs

Lula completa nesta quinta-feira, 7, dois meses de prisão, para euforia de seus adversários e revolta de seus companheiros. Ao contrário das ameaças feitas por líderes do PT e aliados, o País não pegou fogo e não houve comoção nacional. Nem o acampamento de seus adoradores em Curitiba, resistiu ao tempo. É verdade que, neste período, o País parou, mas por causa da “greve” dos caminhoneiros e não por obra do PT e de sua tropa de choque, que nada tiveram a ver com a paralisação.

De sua cela improvisada no prédio da PF, Lula tenta se manter em evidência. Manda recados sobre a “destruição” da Petrobrás e diz que continua candidatíssimo, embora sua participação nas eleições seja cada dia mais improvável. Apesar de sua confessa resistência à leitura, dizem que ele está lendo como nunca: 21 livros em 57 dias de prisão, um recorde mundial. Mas, decorridos 60 dias de sua prisão, parece cada vez mais claro que a obstinação de Lula em disputar a eleição à Presidência condenará o PT ao suicídio político. / José Fucs

Tudo o que sabemos sobre:

LulaPTCiroPetrobrasPolícia Federal