Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Doria a Bolsonaro: ‘O senhor não vai emparedar a democracia’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Ao abrir a entrevista coletiva desta segunda-feira, 24, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), comentou a ameaça do presidente Jair Bolsonaro a um jornalista. O tucano classificou o ataque como “triste” e “lamentável”. Ontem, ao ser questionado por um jornalista d’O Globo sobre repasses de R$ 89 mil do ex-assessor Fabrício Queiroz para a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o presidente disse sentir vontade de “encher” a boca do repórter de “porrada”.

Governador João Doria durante coletiva de imprensa nesta segunda, 24.

“Não me lembro ao longo da minha existência de nenhum presidente da República que tenha dito isso frontalmente a um jornalista, que gostaria de agredi-lo e esmurrá-lo”, afirmou Doria. “É uma posição lamentável e triste para alguém que ocupa a Presidência da República”, disse.

E seguiu relembrando a história de seu pai: “Eu tenho a obrigação de lhe dizer como filho de um deputado cassado pelo golpe de 64, vítima, portanto, da ditadura militar neste País, que nem o senhor nem ninguém vai afrontar a democracia do Brasil, vai amedrontar ou emparedar jornalistas ou veículos de comunicação sérios. A democracia, presidente Bolsonaro, é mais forte que o senhor. Ela já resistiu em tempos recentes a outras ameaças e resistirá ao senhor também com seu ímpeto de flertar com o autoritarismo”, concluiu o governador.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonaroJoão Doriaameaçademocracia