Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Doria decide adotar ‘quarentena inteligente’ em SP

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A partir de 1º de junho o Estado de São Paulo vai passar a adotar um novo modelo de isolamento social: a quarentena inteligente. A definição foi dada pelo governador João Doria (PSDB-SP), em entrevista à Globonews, na noite de segunda-feira, 25.  Neste sistema, cada cidade e região terá regras diferentes de distanciamento.

O governador de São Paulo, João Doria

O governador de São Paulo, João Doria Foto: Governo do Estado de São Paulo

“Ela (a nova quarentena) vai levar em conta toda a regionalização do Estado de São Paulo, o interior, a capital, a região metropolitana, o litoral de São Paulo. A decisão não será homogênea”, afirmou o governador. O anúncio oficial do novo modelo deve ser feito na coletiva de imprensa desta terça-feira, 26.

“(A quarentena até agora) foi homogênea porque precisava ser”, disse. “Áreas e regiões onde poderemos ter um olhar que defina pela quarentena inteligente, a flexibilização cuidadosa e em etapas, isso será levado em consideração”, afirmou. “Onde isso não for possível, porque os índices e os riscos indicam que não deve, não haverá.”

Lockdown

Doria afirmou ainda que o Estado não terá um lockdown, por enquanto. “Neste momento, tenho que ser sincero. Neste momento não há perspectiva de lockdown imediato. Neste momento, não vamos decretar em nenhuma cidade. Mas o olhar é diário, temos o sistema de monitoramento inteligente”, disse

O Estado, líder em casos da covid-19 no País, tinha até ontem 6.220 mortes pela doença. No domingo, a taxa de isolamento social foi de 55% no Estado e 57% na capital.