Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Doria diz não haver condições para reabrir academias e salões

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador João Doria (PSDB-SP) informou nesta quarta, 13, que o Estado de São Paulo não tem “condições sanitárias” de autorizar reabertura de academias, salões de beleza e barbearias em referência ao decreto presidencial que transformou essas atividades em essenciais para o funcionamento da economia. “Aqui em São Paulo o governo respeita e ouve seu secretário da Saúde. Respeita e ouve seu comitê de saúde. O comitê e o secretário nos indicam que ainda não temos condição sanitária segura para autorizar a abertura de academias, salões de beleza e barbearias nesse momento”, disse.

O governador João Doria em coletiva nesta quarta

O governador João Doria em coletiva nesta quarta Foto: Reprodução/Governo SP

Doria afirmou que até 31 de maio a quarentena de São Paulo não sofrerá nenhuma flexibilização. “Isso é valido para todo o Estado. Essa é a orientação do governo”, completou. Depois desse período, o comitê econômico, o conselho de economistas e o conselho de prefeitos irão discutir a reabertura da economia.

Como você tem lido aqui no BRP, outros governadores alegam não ser possível, sem embasamento científico, propiciar essa reabertura. Diante da oposição, o presidente Jair Bolsonaro sugeriu a eles o caminho da Justiça para quem desobedecer ao decreto, para que viabilizem suas demandas por meio de decreto legislativo, por exemplo, mas já adiantou que a AGU poderá acionar a Justiça contra os Estados.