Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Doria e líderes partidários apoiam Maia

Vera Magalhães

O governador de São Paulo, João Doria Jr., declarou neste sábado “apoio incondicional” ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), na condução da reforma da Previdência. “Apoiamos a relevância de Maia como líder na Câmara pela reforma”, disse o tucano após almoço com o democrata. Maia comentou as declarações de Jair Bolsonaro no Chile. Disse que não é ele quem usa as redes sociais para atacar ninguém e afirmou que é “relativo” o discurso do presidente de não interferência entre os Poderes. “Até porque o ministro Paulo Guedes tem tentado intervir na escolha do relator, na escolha do presidente. Então não é tão independente assim a relação como se pode pensar. Vai se escolher um relator por sorteio? Vai se deixar ter um relator de oposição nessa matéria? Então não é assim que as coisas funcionam, as coisas funcionam com diálogo”.

Maia recebeu apoio em nota da bancada de seu partido, o DEM, e em manifestações de outros líderes partidários. O presidente do PRB, Marcos Pereira, usou o Twitter para criticar Bolsonaro e questionar se o presidente quer, de fato, aprovar a reforma. Bombeiros também entraram em campo para tentar serenar os ânimos. O secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, disse que está trabalhando para “distensionar” a relação entre Executivo e Legislativo.