Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Doria pede desculpas por ter se ‘excedido’ contra manifestante

Equipe BR Político

Após soltar o verbo contra uma turma de manifestantes bolsonaristas em Taubaté (SP) nesta semana, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pediu desculpas por ter se excedido e afirmou que foi “vítima de uma operação orquestrada por uma turma de baderneiros”. Como você leu aqui no BRP, Doria foi alvo de protestos durante o evento na terça-feira, 15, e insinuou que o senador Major Olímpio (PSL-SP) estava por trás da manifestação.

“Com a história de quem assumiu o governo de São paulo e doa mensalmente todos os meus salários para o terceiro setor, eu quero dizer que, infelizmente, eu fui vítima de uma operação orquestrada por uma turma de baderneiros, de perturbadores que não têm apreço pela verdade”, disse Doria em um vídeo publicado no Twitter. “E , ontem, confesso, acabei me excedendo e respondi à altura que aquele momento exigia, sem pensar que ali haviam outras pessoas que nada tinham a ver com aquele grupo de baderneiros”.

Na ocasião do protesto, o governador chamou um dos manifestantes de “vagabundo” e “aposentado”. “Vai pra casa, vagabundo. Vai comer sua mortadela com a sua mãe, seu sem-vergonha”, disse. No vídeo publicado no Twitter, Doria pede desculpas às demais pessoas que estavam presentes no evento e aos aposentados. “Aos aposentados e a todos os que estavam no evento para se divertir, minhas desculpas. Aos arruaceiros, minha distância e repúdio”, escreveu o tucano.