Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Doria pede que Bolsonaro tenha ‘humildade’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta terça-feira, 31, que espera que o presidente Jair Bolsonaro tenha “humildade” e reconheça que é um erro estimular que as pessoas deixem o isolamento. Ele citou o exemplo do prefeito de Milão, Giuseppe Sala, que recentemente reconheceu que errou ao negligenciar o avanço do novo coronavírus.

O governador de São Paulo, João Doria

O governador de São Paulo, João Doria Foto: Governo do Estado de São Paulo

“Espero que o presidente Jair Bolsonaro possa também ter humildade, reconhecendo seu erro ao estimular as pessoas ao sair de casa. E faça, presidente, como o prefeito de Milão: reconheça o seu erro e seja valorizado por isso. Ser humano, ser sincero, falar a verdade, reconhecer as suas falhas é prova de grandeza e não de fraqueza”, disse durante coletiva de imprensa.

Comércio na quarentena

O governador anunciou ainda que caso o governo federal decrete a reabertura do comércio antes do fim da quarentena imposta no último dia 22 de março, “o Estado de São Paulo tomará medidas judiciais”. “Não vamos permitir que nenhum ato irresponsável se sobreponha ao posicionamento sereno, equilibrado e responsável do Estado por meio de seu governo e suas prefeituras”, afirmou o tucano. Ele não comentou se o período de quarentena, previsto para durar até a próxima terça-feira, 7, será estendido.