Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Doria sanciona nova Previdência paulista

Equipe BR Político

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), sancionou a reforma da Previdência paulista nesta sexta-feira, 6. Origem de conflito entre parlamentares e tumulto durante sua tramitação na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a proposta que entra em vigor imediatamente foi aprovada nos moldes próprio governador defendia. 

O governador João Doria na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp)

O governador João Doria Foto: Governo SP

Durante a cerimônia de sanção, Doria afirmou que a Alesp “fez justiça”, aprovando a matéria, mesmo sob pressão do funcionalismo. De acordo com o governador, a economia prevista com a reforma será de R$ 58 bilhões em 15 anos. 

A medida foi aprovada na Alesp na terça, 3, por 59 votos a 32, sob clima de confronto dos servidores com a tropa de choque da Polícia Militar. Ela estabelece como idade mínima para aposentadoria, 62 anos para mulheres e 65 para homens, acaba com o recebimento de adicionais por tempo de serviço e proíbe a acumulação de vantagens temporárias – como o recebimento de valores adicionais na aposentadoria por ter exercido cargos de chefia no serviço público.

Tudo o que sabemos sobre:

João Doriaprevidência