Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Doria se movimenta para isolar Skaf

Equipe BR Político

Pensando a nível federal, estadual e municipal, o governador João Doria (PSDB-SP) João Doria está articulando uma aliança – já de olho lá em 2020 e 2022 – com o MDB, que pode integrar seu governo. No entanto, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, não foi convidado para participar da conversa. Apesar de contar com apenas três deputados estaduais, emedebistas esperam comandar uma pasta e indicar nomes para outros cargos no segundo escalão da administração, segundo o Estadão.

Como você leu no BRP, nos bastidores, Skaf tem sido cotado para ser o candidato à Prefeitura apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro.

A articulação está sendo conduzida pelo vice-governador, Rodrigo Garcia (DEM). Segundo interlocutores do governador tucano, a meta é formar uma frente com os partidos de centro que sirva de base para a candidatura de Doria ao Palácio do Planalto, de Garcia para o governo do Estado em 2022 e do prefeito Bruno Covas à reeleição no ano que vem. Em outra frente, o MDB também negocia a entrada do partido na Prefeitura de São Paulo.

Segundo emedebistas, está em negociação a cessão ao partido do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo (Iamspe), ou outro serviço da área da saúde. Com apoio do governador, o prefeito quer entrar na disputa com a retaguarda de Cidadania, DEM, MDB e PP, o que lhe daria o maior tempo de TV e rádio.

Tudo o que sabemos sobre:

João DoriaPaulo SkafMDB