Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Doria tem que pensar no Brasil’, diz Bolsonaro sobre F-1

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro foi questionado nesta tarde de segunda, 24, sobre a possibilidade de o governador João Doria (PSDB-SP), enquanto “grande negociador”, ficar “sentido ou chateado” com a possível transferência da Fórmula 1 para o Rio de Janeiro em  2021. “A imprensa diz que ele será candidato à Presidência em 2022, então ele tem que pensar no Brasil. Se ele disputar a reeleição, aí ele pensa no seu Estado. Melhor ficar no Rio do que não ficar em lugar nenhum”, respondeu Bolsonaro durante coletiva, em Brasília.

Em maio deste ano, Doria comentou sobre a possibilidade de o Rio sediar o evento em um novo autódromo que ainda está no papel na zona norte da cidade. “Não tem nada em Campo de Deodoro, rigorosamente nada em Deodoro. Como pode imaginar que um investimento que não existe, que não está projetado, desenhado e orçado, possa fazer com que surja um autódromo internacional qualificado e aprovado pela federação internacional de Fórmula 1 em 2020. Algo não orna”, disse o tucano, conforme reportou a ESPN. Segundo o site UOL, o diretor executivo do campeonato, Chase Carey, desmarcou uma agenda que teria com Doria nesta tarde de segunda em São Paulo, no mesmo horário em que era esperado por Bolsonaro e o governador Wilson Witzel, em Brasília.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonaroJoão DoriaWilson Witzel