Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘É preciso levar Bolsonaro mais a sério’

José Fucs

O cientista político Christopher Garman, da Eurasia, consultoria americana especializada em riscos políticos, afirmou que os analistas devem levar ‘mais a sério’ a candidatura de Bolsanaro, o candidato que mais representa hoje o sentimento anti-establishment predominante na população de baixa renda e na classe média. Segundo ele, o desencanto com a política hoje no Brasil está mais acentuado pior do que nos EUA, na véspera da eleição de Trump.

Para Garman, a chance de Bolsanaro passar para o segundo turno com 20% dos votos aumentou com a saída de Joaquim Barbosa da disputa. Ele disse que, ao contrário de outras eleições, agora o tempo de TV, a máquina do governo e o poder financeiro não serão suficientes para determinar o resultado do pleito. Nem mesmo a melhora da situação econômica do País deve afetar a escolha dos eleitores. / J.F.

Tudo o que sabemos sobre:

EurasiaBolsonaroChristopher Garman