Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Economia ajuda a conter queda de popularidade de Bolsonaro

Equipe BR Político

Pesquisa publicada neste ​​​​domingo pelo Datafolha indica que o início de reação da economia do País contribuiu para conter a queda de popularidade de Jair Bolsonaro. Segundo o levantamento, a aprovação de seu governo parou de cair, oscilando de 29% para 30%, dentro da margem de erro, que é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Outro sinal de trégua no desgaste do presidente é que a reprovação do governo caiu de 38% para 36%, também dentro da margem de erro. A pesquisa detectou que a economia contribuiu para ssse cenário. Para 43% dos entrevistados a situação econômica vai melhorar nos próximos meses. No Datafolha anterior, esse número era de 40%. A aprovação da equipe econômica também melhorou, subindo de 20% para 25%, e a percepção do combate ao desemprego teve seu porcentual de aprovação passando de 13% para 16%.

Se a economia deu uma mão para o presidente, seu estilo de fazer política parece ter aberto um flanco de fragilidade. Existe uma alta descrença entre os entrevistados sobre o que Bolsonaro fala. Pela pesquisa, 43% dou ouvidos afirmam nunca confiar no que ele fala. Outros 37% lhe conferem credibilidade às vezes. Enquanto apenas 19% acreditam no que o presidente diz.

Foram entrevistadas para a pesquisa  2.948 pessoas em 176 municípios, na quinta e sexta.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Bolsonaropesquisa datafolha