Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Eduardo a Doria: ‘Mil vezes canalha’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP) chamou, nesta quarta-feira, 8, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de “canalha”. Em publicação feita no Twitter, o parlamentar publicou republicou um vídeo da entrevista coletiva concedida pelo governador. No trecho, Doria fala que foi o médico David Uip, chefe do Centro de Contingência ao Coronavírus em São Paulo, que disse ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para distribuir a cloroquina na rede pública do País.

Foto: Médico David Uip/ Governo de SP

“Canalha, mil vezes canalha! O senhor não tem o mínimo senso de escrúpulo! Não tem vergonha na cara, governador João Doria”, escreveu Eduardo.

Apesar de preferir não revelar se fez uso da cloroquina enquanto esteve em tratamento da covid-19, Uip disse hoje, que se reuniu com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na última quarta, 2. Na ocasião, recomendou que o SUS adotasse a cloroquina para alguns casos. “Eu era o único infectologista e sugeri que ampliasse o uso de cloroquina para todos os pacientes internados em duas condições: desde que o médico receitasse e o paciente autorizasse”, disse. A informação foi repassada durante coletiva de imprensa nesta quarta.

Doria é um dos principais rivais políticos do presidente Bolsonaro, que há algumas semanas vem batendo na tecla do uso desse medicamento no combate à doença.