Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Eduardo ataca tucana que tentou derrubar veto

Gustavo Zucchi

Mesmo com 398 votos pela manutenção do veto (após acordo entre Legislativo e Executivo), Eduardo Bolsonaro está cobrando um dos dois únicos votos contrários. No caso, o filho do presidente foi para o ataque contra a tucana Bruna Furlan (PSDB-SP), que não seguiu seus pares e votou para que R$ 30 bilhões do orçamento ficassem nas mãos do relator, Domingos Neto (PSD-CE).

O deputado Eduardo Bolsonaro

O deputado Eduardo Bolsonaro Foto: Gabriela Biló/Estadão

A senhora acha mesmo que os 57 milhões de brasileiros que fizeram campanha de graça e elegeram Jair Bolsonaro  querem ‘presidente decorativo?'”, questionou Eduardo, revoltado pelos dois votos que não seguiram o acordão feito por seu pai? Ao Estadão, a tucana explicou sua decisão afirmando que para ela, “quanto mais decorativo” o presidente, melhor.

“Não sou oposição. Mas acho que, pela falta de respeito, pelas declarações, postura dele com a imprensa, com parlamentares, com chefes de outros países, pela irresponsabilidade dele, quanto mais decorativo melhor e (precisa) deixar quem quer trabalhar, trabalhar”, afirmou Bruna Furlan ao Estadão/Broadcast.