Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

O dia do fico de Eduardo Bolsonaro

Equipe BR Político

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, disse a todos, na noite de terça-feira, 22, que fica no Brasil e desiste de sua empreitada para tentar se tornar embaixador do Brasil em Washington. Como você leu no BRP, o presidente já apontou quem seria um bom nome para o cargo.

Confirmado líder do PSL na Câmara, o deputado fez o anúncio pouco antes do encerramento da votação que aprovou o acordo entre EUA e Brasil para o uso da base de Alcântara (MA). Eduardo subiu ao plenário como líder do partido e usou seu tempo para justificar a decisão.

“Este que vos fala, filho de militar do Exército brasileiro e deputado federal, que foi zombado por ter tido aos 20 anos um trabalho digno e honesto em restaurantes de fast food nos Estados Unidos, diz que fica no Brasil para defender os princípios conservadores, para fazer do tsunami que foi a eleição de 2018 uma onda permanente”, disse.

Apesar de afirmar que fica para defender o Brasil, é fato que a desistência ocorre por conta de, mesmo tendo gasto sola de sapato, Eduardo não conseguiu quórum no Senado para aprovação de seu nome ao cargo. O passo atrás do pai veio lá do Japão, na madrugada de terça e se confirmou, em Brasília, no mesmo dia. Com isso, o governo evita uma derrota emblemática após a vitória da aprovação da reforma da Previdência.

Tudo o que sabemos sobre:

Eduardo BolsonaroembaixadaPSLgoverno