Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Sem diplomacia, Eduardo chama Macron de ‘moleque’

Equipe BR Político

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que almeja o cargo de embaixador brasileiros nos Estados Unidos, não foi nada diplomático ao criticar o presidente francês, Emmanuel Macron, nesta terça-feira, 27. “Quando um presidente tem baixa popularidade, o que ele faz? Tenta atrair um tema para unir seus nacionais. Não é à toa que ele (Macron) fez isso, ele quer fazer da nossa Amazônia uma questão política”, disse, durante sessão na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional. Em seguida, o filho do presidente Jair Bolsonaro afirmou que irá assinar uma moção de repúdio ao francês. “Quero crer que governo e oposição estarão juntos aprovando esse repúdio a esse moleque presidente francês”.

Eduardo, que é presidente da comissão, fez questão de pedir ao deputado Aluisio Mendes (Podemos-MA) que assumisse seu lugar, para que pudesse fazer comentários sobre o assunto. “Nós temos queimadas, ninguém está virando a cara para isso. Agora, querer fazer fake news e exagerar isso para ter ganhos políticos, aí eu acho que o termo ‘molecagem’ ficou até barato”, afirmou. Na semana passada, o deputado compartilhou em seu Twitter um vídeo que chamava o presidente francês de ‘idiota’.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.

 

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Eduardo BolsonaroEmmanuel Macron