Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Eduardo cita fugas em SP, ‘enquanto Doria faz palanque político’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O deputado Eduardo Bolsonaro aproveitou as rebeliões ocorridas em quatro presídios de São Paulo para criticar o governador João Doria. Como você leu mais cedo aqui no BRPolítico, a participação do ministro Luiz Henrique Mandetta em evento ao lado do tucano na sexta-feira, 13, deflagrou um processo de hostilização do titular da Saúde por parte do presidente Jair Bolsonaro. “Enquanto o governador de São Paulo, João Doria, se preocupa em fazer palanque político, visando seu interesse pessoal para 2022, os presídios abaixo encontram-se em rebelião/fugas em SP, alguns com reféns”, escreveu o filho do presidente no Twitter na noite de segunda, 15.

Deputado Eduardo Bolsonaro Foto: Dida Sampaio/Estadão

Quatro rebeliões atingiram o sistema carcerário paulista – nos presídios de Mongaguá, Tremembé, Mirandópolis e Porto Feliz – e uma delas continua, a de Tremembé, onde houve fuga, informa o Estadão. As negociações para encerrar o motim foram retomadas na manhã desta terça-feira, 17. A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) não confirma quantos presos fugiram da unidade, mas diz que 64 já foram recapturados. A SAP não confirma quantas pessoas foram feitas reféns, mas cinco foram liberadas na madrugada, entre elas um cadeirante.

O motivo da onda de revoltas foi a decisão da Justiça paulista que suspendeu as saídas temporárias de presos na Páscoa para conter a disseminação do novo coronavírus. Em três dos quatro presídios onde aconteceram as rebeliões há presença de integrantes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).