Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Eduardo deve temer Conselho de Ética?

Equipe BR Político

Se na próxima semana, o pedido da oposição para que o mandato do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) seja cassado de fato vingar, o parlamentar vai parar no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa e lá, deve encontrar um cenário desfavorável. O governo deverá correr muito nos próximos dias para tentar minimizar os efeitos da fala do filho do presidente Jair Bolsonaro sobre a volta de um “novo AI-5”.

O chamado “blocão” (Centrão e agregados) tem 24 das 42 vagas de titulares e de suplentes, segundo a Coluna do Estadão. Neste cenário, três das quatro vagas do PSL estão com a ala ligada a Luciano Bivar, arqui-inimigo dos Bolsonaro.

O processo será um teste de força para a família do presidente. Uma eventual cassação, depende inicialmente de a oposição conseguir apoio nas fileiras do centrão no Conselho de Ética.

Tudo o que sabemos sobre:

Eduardo BolsonaroAI-5Conselho de Ética