Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Eduardo diz que esquerda ‘importa’ atos dos EUA para ‘tomar o poder’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou na sexta, 12, que o movimento de protestos contra o presidente Jair Bolsonaro no Brasil faz parte de uma “estratégia esquerdista” para “tomar o poder” ao falar dos atos antirracistas em curso nos Estados Unidos durante uma live da maior conferência da extrema-direita dos EUA, a Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC, na sigla em inglês). Centenas de brasileiros foram às ruas nas últimas duas semanas não só para pedir o afastamento do chefe do Planalto do cargo, mas também para denunciar o racismo estrutural em que está assentada a sociedade brasileira, o que parece que o parlamentar evita enxergar.

Deputado federal Eduardo Bolsonaro

Deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) Foto: Gil Cohen-Magen/AFP

O filho do presidente afirma que no Brasil não há casos como do policial branco que matou o negro George Floyd por asfixia. “Se você observar o que está acontecendo nos Estados Unidos, os protestos… eles dizem manifestações, eu diria baderna. Eles dizem contra racistas… eles estão tentando importar isso aqui para o Brasil mesmo não havendo caso como o de Floyd, que infelizmente morreu, ninguém quer que isso aconteça. Mas eles estão tentando trazer para cá esse tipo de ‘protesto’. No final das contas, sabemos que é só estratégia dos esquerdistas para tentar tomar o poder”, disse o deputado.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Eduardo BolsonaroGeorge FloydEsquerdaCPAC