Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Eduardo diz que indicação não tem ‘nada a ver’ com Previdência

Equipe BR Político

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou, nesta quinta-feira, 22, que acredita que sua indicação ao cargo de embaixador brasileiro em Washington não afetará a tramitação da reforma da Previdência. Tanto a indicação do filho do presidente quanto o projeto do governo para o sistema de aposentadorias serão analisadas pelo Senado. Nesse contexto, existe o receio de que o Planalto queime o capital político necessário para aprovar a Previdência com a indicação de Eduardo. “Não tem nada a ver. Os senadores vão fazer juízo se eu sou merecedor ou não e ponto final. Outra questão é tributária, reforma da Previdência, armas, enfim, acho que não tem comunicação de uma coisa com a outra, não”. O deputado também acredita que o perfil “mais experiente” dos senadores impedirá que uma discussão contamine a outra.

Segundo o Broadcast Político, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), cotado para ser o relator da indicação na comissão de Relações Exteriores no Senado, também avalia que são duas discussões separadas. “Zero. Uma coisa não tem relação com a outra. A questão do Eduardo é política, não é simplesmente de indicação para o posto de embaixador. Deveria haver uma interpretação política mesmo por parte dos senadores e ver a importância do posto”, disse o senador.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.