por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Eduardo: ‘Embaixada é missão’

Marcelo de Moraes

Com o aumento da polêmica em torno de sua possível indicação para a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usou suas redes sociais para justificar a ideia. Para ele, “embaixada é missão” e, respondendo a um seguidor que disse preferir vê-lo trabalhando no Brasil, disse que no exterior “teria papel importante também”. Na explicação dada por Eduardo, sua tarefa seria ajudar a desfazer a confusão que é feita hoje em relação ao Brasil e a imagem do presidente Jair Bolsonaro.

“Além de botar em contato os altos escalões dos governos dos EUA e Brasil, o que é para mim a principal função de um embaixador, seria porta-voz do Brasil não só para os EUA mas para boa parte da mídia internacional. Hoje, os únicos que fazem essa conexão são da extrema esquerda. Por isso, muitos estrangeiros acharem que o Brasil viveu um golpe em 2016 ou que temos um presidente racista, homofóbico e fascista, por exemplo. Há muita confusão feita propositalmente. Pode ter certeza, alguns fakes que vêm aqui comentar para eu ficar sabem que represento risco a essa hegemonia internacional deles, enquanto que no Congresso fico engessado, quase sendo mais um dentre os 513 deputados. As outras pessoas que não são fake estão abrindo os olhos para isso também”, escreveu o deputado. /Marcelo de Moraes