Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Eduardo também ataca Alcolumbre por coronavírus

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Após o senador Flávio Bolsonaro criticar Rodrigo Maia, seu irmão Eduardo Bolsonaro foi para cima de Davi Alcolumbre. O deputado federal misturou alhos com bugalhos na tentativa de defender seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, por participar das manifestações do último domingo mesmo com a recomendação de isolamento por causa do coronavírus. Ao saber que Alcolumbre foi infectado pela doença, Eduardo compartilhou um vídeo no qual mostra o presidente do Senado pedindo no Twitter responsabilidade do chefe do Executivo e na sequência mostrando imagens do senador na festa de lançamento da CNN Brasil.

O problema é que o evento em questão aconteceu no dia 9 deste mês, antes das recomendações de isolamento do Ministério da Saúde. Já Bolsonaro participou dos protestos contra o Congresso no dia 15, quando o coronavírus já havia recebido o status de pandemia. Além disso, o presidente estava em quarentena prévia por ter tido contato com contaminados pelo vírus durante sua viagem aos EUA. Já Alcolumbre, ao participar do lançamento do canal de televisão, não era um possível disseminador da doença.