Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Educação e Saúde fora do próximo corte?

Equipe BR Político

Diante dos protestos que tomaram o País em reação ao contingenciamento de recursos na Educação, a equipe econômica analisa alternativas para deixar a pasta e também a da Saúde do novo bloqueio orçamentário, que será analisado na terça-feira.

No primeiro corte, de março, a Educação sofreu o maior corte nominal, de R$ 5,7 bilhões. Já o Ministério da Saúde deve ser poupado porque as despesas estão perto do mínimo exigido na Constituição, relata reportagem do Estadão.