Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Eficácia da Coronavac é ‘superior à recomendada’, mas Butantan não divulga números

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Em coletiva de imprensa, o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que a eficácia obtida pela vacina Coronavac é “superior à recomendada” pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Entretanto, os números não serão divulgados nessa semana, como estava previsto. Segundo Dimas, o laboratório chinês Sinovac exigiu, por contrato, que os dados da eficácia sejam divulgados em conjunto.

“Os resultados da fase 3 revelam que atingimos um número de eficácia acima do necessário. Agora, a ideia é compatibilizar esses dados com os resultados de testes clínicos da mesma vacina que estão sendo feitos em outros países”, afirmou Dimas Covas.

Os dados obtidos nos testes brasileiros foram enviados para a China. O laboratório informou que precisará de um prazo adicional de mais 15 dias para divulgar os resultados globais dos testes. Dimas disse que isso não deve influenciar no calendário da vacinação programado por São Paulo. A ideia é começar a imunização no dia 25 de janeiro, com profissionais da Saúde, indígenas e quilombolas.