Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

No Rio, divergência entre irmãos Bolsonaro

Equipe BR Político

A um ano das eleições municipais de 2020, as movimentações em torno de quem será o representante do PSL no Rio de Janeiro, berço eleitoral da família do presidente da República, têm causado divergência entre os irmãos Bolsonaro.

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

Flávio e Carlos Bolsonaro. Fotos: Dida Sampaio/Estadão

Isso porque, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) já manifestou seu apoio ao deputado estadual Rodrigo Amorim, que foi seu vice na candidatura à prefeito em 2016. O nome, no entanto, não agrada ao vereador Carlos Bolsonaro (PSC), que aguarda a janela de transferência para se juntar ao pai e aos irmãos no PSL.

Carlos trabalha para que o nome do partido seja outro, embora ainda não tenha deixado claro qual. Pesa contra Amorim o fato de ter apoiado a aproximação entre Flávio e o então candidato Wilson Witzel (PSC) na eleição de 2018.

Enquanto isso, Bolsonaro pai tem dito que seu candidato no Rio é o deputado federal “Hélio Negão”, segundo O Globo. Além desses nomes, outros dois já manifestaram interesse na disputa: o deputado estadual Márcio Gualberto e o deputado federal Luiz Lima (PSL).