Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em 2020, governo ficará sem jornais e revistas

Equipe BR Político

Com a justificativa de que é preciso apertar os cintos, o governo anunciou na segunda-feira, 17, que não vai renovar os contratos para fornecimento de edições impressas de jornais e revistas em 2020. Serão mantidas apenas as assinaturas digitais.

O custo anual das assinaturas impressas era de cerca de R$ 580 mil, segundo a Folha. Ao todo, eram assinados sete jornais e oito revistas. Por dia, eram entregues, em média, 25 exemplares Em novembro, em um movimento de revanchismo, a Presidência excluiu a Folha de um edital de licitação de veículos nacionais e internacionais de informação. Criticado, o presidente Jair Bolsonaro recuou.

Tudo o que sabemos sobre:

jornaisrevistasgovernoPlanalto