Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em caso de demissão, Bolsonaro já tem substituto para Teich

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Pouco menos de um mês após ter assumido o comando do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich já experimenta o sabor da fritura bolsonarista. E não é pouca. Tanto que o presidente Jair Bolsonaro já teria escolhido um substituto para o oncologista, no caso de ele pedir demissão do cargo.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Nelson Teich

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Nelson Teich Foto: Gabriela Biló/Estadão

Segundo a revista Veja, o general Eduardo Pazuello, número dois da Saúde, já foi sondado por Bolsonaro e disse aceitar a missão. Na prática, o militar já manda mais no ministério do que o próprio Teich. É Pazuello quem presta contas diretamente com o presidente, por exemplo.

Assim como foi com Luiz Henrique Mandetta, a fritura de Teich não tem motivação relacionada com o desempenho do ministro na pasta ou pelo recorde no número de mortos em decorrência do novo coronavírus, mas sim, pelo fato de ele, assim como o antecessor, não ter abraçado, como gostaria o chefe, a defesa da hidroxicloroquina para o tratamento de pacientes com covid-19.