Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em disputa por comissões, Centrão pode comandar CCJ

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

A definição das presidências das comissões técnicas da Câmara pode produzir um acordo político que garanta o comando da Comissão de Constituição e Justiça da Casa para um parlamentar do Centrão. Hoje, o favorito para o posto é o deputado Lafayette de Andrada (Republicanos-MG), que faz parte desse grupo político. Mas essa articulação política ainda está sendo concluída.

Se essa tendência se confirmar, representará uma importante mudança política. No ano passado, a CCJ, que é a comissão mais importante da Câmara, foi presidida pelo deputado Felipe Francischini (PSL-PR). Embalado pela vitória de Jair Bolsonaro na disputa presidencial, o PSL formou a maior bancada de deputados e tinha toda a força política para comandar a comissão. Mas, apenas um ano depois, esse quadro já é completamente diferente.

Como o PSL implodiu internamente, essa unidade já não existe e a força política para reivindicar a CCJ também acabou. Por isso, os líderes do Centrão negociam internamente com outros partidos para poder ficar com a presidência da comissão por onde passam todos os projetos.

Tudo o que sabemos sobre:

centrão