Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em Israel, Bolsonaro vai da oração a pose com fuzil

Equipe BR Político

Após visitar o Muro das Lamentações, Jair Bolsonaro posou para foto com um fuzil nesta tarde de segunda, 1, em Israel, um dos maiores exportadores de armas do mundo. “O que torna uma arma nociva depende 100% das intenções de quem a possui. Defendo a liberdade, com critérios, para cidadãos que querem se proteger e proteger suas famílias. Leis de desarmamento só funcionam contra aqueles que respeitam as leis; quem quer cometer crimes já não se preocupa com isso”, escreveu em rede social.

Segundo estudo do Atlas da Violência de 2018, o Estatuto do Desarmamento foi responsável por interromper uma “verdadeira corrida armamentista” e ajudou a desacelerar a alta de homicídios no Brasil. O mesmo Atlas foi escolhido pelo governo para estabelecer critérios no decreto assinado em janeiro deste ano que flexibiliza o acesso a armas de fogo no País