Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em jantar, advogado de Bendine é tratado como herói

Equipe BR Político

O advogado Alberto Zacharias Toron, defensor do ex-presidente da Petrobrás Aldemir Bendine, foi saudado com honras de herói pela maioria dos 200 participantes de jantar realizado na noite de quarta, 28, em homenagem ao professor Juarez Tavares, considerado um dos maiores especialistas do Brasil em direito penal, informa o Estadão. O clima era de euforia e de avaliação de que a decisão da 2.ª Turma do STF, que anulou sentença do ex-juiz Sergio Moro que condenava Bendine, pode ser um divisor de águas na história da Lava Jato.

O próprio Toron, à reportagem, avaliou que há uma mudança no ambiente do Judiciário, especialmente no STF. “O que eu acho é que há um clima diferente, e isso o ministro Gilmar Mendes deixou muito claro ao dizer que o Supremo falhou ao controlar arbitrariedades e abusos, e que o meio de controlar estas arbitrariedades é não estreitar o habeas corpus. Então, essa decisão enfatizou a importância do habeas corpus como elemento de controle da investigação e também da ação penal”, disse. A impressão de Toron e da maioria dos advogados ouvidos é de que o Supremo está ficando menos suscetível à “pressão popular”. “(O STF) Estava (decidindo conforme a pressão da opinião pública) lá atrás, hoje está decidindo conforme a Constituição”, disse Toron.

Tudo o que sabemos sobre:

Aldemir Bendinesergio moroSTF