Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em live com a filha, Roberto Jefferson atacou ministros do STF

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Dois dias antes de ser alvo de operação da Polícia Federal relacionada ao inquérito das fake news, que apura ameaças, ofensas e fake news disseminadas contra integrantes da Corte e seus familiares, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), em transmissão ao vivo pelo Facebook com a filha, a ex-deputada Cristiane Brasil, fez diversos ataques aos ministros do STF. As principais críticas do ex-parlamentar são porque, na avaliação dele, os magistrados são todos “homens de esquerda”.

O ex-deputado Roberto Jefferson em live com a filha, Cristiane brasil

O ex-deputado Roberto Jefferson em live com a filha, Cristiane brasil Foto: Reprodução/Facebook

“São todos eles de esquerda, filha, no Supremo. Todos. O Gilmar era do PSDB, o Gilmar Mendes. O Lewandowski foi feito ministro, ele vem lá de São Bernardo, porque a esposa dele era melhor amiga da dona Marisa Letícia, a esposa falecida do ex-presidente Lula. Esse Alexandre de Moraes sempre foi do PSDB, tucano, da esquerda do PSDB”, disse Jefferson. O ministro Alexandre de Moraes foi o responsável por determinar as diligências da PF desta quarta-feira, 27. Ele é o relator do inquérito na Corte.

Jefferson continuou: “O Toffoli, que tá com covid-19, ele era advogado da bancada do PT e depois era advogado da Casa Civil com Zé Dirceu. São todos de esquerda”, disse. O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, está internado desde o último sábado, após ser submetido a uma pequena cirurgia. Os dois exames de covid-19 realizados por ele nos últimos dias deram negativo. “O primo do Collor, o Marco Aurélio Mello… Eu tenho fotos dele abraçado com o Fidel. Várias fotos deles abraçados com Fidel Castro. Então todos eles são homens de esquerda”, concluiu.

Cristiane, que em 2018 foi impedida de assumir o Ministério do Trabalho por estar implicada em duas ações trabalhistas lembrou de quando foi acusada na Operação Registro Espúrio, no final de 2018. A ação apurou o esquema de desvios de contribuição sindical no Ministério do Trabalho. Jefferson interrompeu a filha para continuara com as críticas aos ministros.

“O Fachin, ministro Fachin. Quem é o Fachin? Cabo eleitoral da Dilma, homem de esquerda. Nas duas eleições da Dilma tá o Fachin no palanque pedindo voto pra Dilma. Homem do PT, filiado ao PT, homem de esquerda, o ministro Fachin do Paraná”, disse o ex-deputado. O ministro Edson Fachin foi o relator da operação no STF.

A conversa de pai e filha girou, principalmente, sobre o que eles chamaram de ativismo “exacerbado” no Judiciário. Os dois voltaram a falar sobre o impedimento de Cristiane assumir o comando do extinto Ministério do Trabalho.

“Ainda chega em grau de recurso àquela bruxa de Minas, aquela figura horrorosa da Cármen Lúcia, que parece a mãe da Família Adams, aquela bruxa lá de Minas, que eu acho que também é de esquerda. Ela junto com o Zé Eduardo Cardozo, na madrugada, quando o presidente do STJ disse que era inconstitucional a ação do juiz de primeiro grau, ela pegou, tirou da pauta e nunca mais apreciou, aquela bruxa”, disse.

Ao falar sobre temas mais recentes, como o inquérito que apura se houve interferência do presidente Jair Bolsonaro na PF, o ex-deputado chegou a afirmar que concorda com a definição feita pelo autor Saulo Ramos fez de Celso de Mello, de que ele seria “um juiz de merda”. O decano é relator do caso, e foi o responsável por liberar a gravação da reunião ministerial do dia 22 de abril.

Até mesmo a vestimenta dos ministros foi criticada na live: “Se vestem como urubus, com aquela capa preta”, disse Jefferson. “Parece uma marcha fúnebre”, completou. Em outro trecho, Jefferson afirmou que o “poder moderador” deveria aposentar os 11 ministros compulsoriamente, pois “não dá para confiar em ninguém naquele Supremo”, e que as decisões dos ministros tentam “usurpar o poder do presidente”

Live da Cris Brasil com Roberto Jefferson

Cristiane Brasil conversa com Roberto Jefferson sobre a política nacional.

Publicado por Cristiane Brasil em Segunda-feira, 25 de maio de 2020