Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em live sem citar derrota de Trump, Bolsonaro faz apelo: ‘Votem’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

“É um apelo que eu faço a vocês. Votem. O pior voto é aquele que é neutro, que é nulo, que é branco, faz uma gracinha e não quer votar em ninguém. O voto é muito importante. E vocês estão vendo as questões no mundo, como está a política no mundo. Cada um tem sua opinião, vocês têm que discutir. Tem que ver a América do Sul, vários países estão sendo pintados novamente de vermelho”, disse o presidente Jair Bolsonaro em live transmitida na noite de sábado, 8. Na ocasião, não houve menção à eleição do democrata Joe Biden, nos Estados Unidos, mas sua fala deixa explícita sua preocupação de que a onda progressista possa engolfá-lo em 2022.

Sobre o pleito daqui a dois anos, Bolsonaro disse que não pode “mudar o destino do Brasil” de acordo com o que considera que precisa ser mudado. “Não quer dizer que eu seja candidato a reeleição. Não sei se vou ser candidato a reeleição, está muito longe ainda 2022”.

Até lá, cabe no momento ao presidente impulsionar a sua própria onda extremista. Na live, declarou apoio a mais uma candidata da disputa majoritária, a delegada Patrícia (Podemos), em Recife, somando um total de sete praças de apadrinhados: Rio de Janeiro, São Paulo, Manaus, Belo Horizonte, Fortaleza e Santos. Além, claro, de outros nomes para parlamentos municipais.

Bolsonaro também anunciou que fará, a partir de segunda-feira, 9, uma live diária, às 19h, para divulgar candidatos que apoia – o que ele chamou de seu “horário eleitoral gratuito”.

Como o Estadão/Broadcast mostrou, a interlocutores, o presidente indicou que vai aguardar um “quadro concreto” sobre a eleição norte-americana antes de se pronunciar sobre o resultado da disputa nos EUA. A tendência, até este momento, é esperar o fim de processos judiciais movidos por Trump, que não aceita a derrota e contesta o resultado alegando, sem provas, que há fraude no processo judicial.