Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em mais um flerte com Flamengo, Bolsonaro vai ao Maracanã

Cassia Miranda

O presidente Jair Bolsonaro estará presente no jogo entre Flamengo e Avaí, na noite desta quinta-feira, 5, no Maracanã. A partida faz parte da penúltima rodada do Campeonato Brasileiro de 2019, que já tem o time carioca como campeão. Mas não é de hoje que Bolsonaro tem flertado com o campeão da Libertadores – e com o futebol.

Foto: Divulgação

Em junho, usando uma camisa do Flamengo, Bolsonaro esteve no Mané Garrincha ao lado do ministro da Justiça, Sérgio Moro, para acompanhar o jogo do time carioca contra o CSA. Durante viagem à Pequim, em outubro, Bolsonaro entregou um agasalho do Flamengo ao líder chinês, Xi Jinping, e disse se tratar do “melhor time do Brasil no momento”.

A estratégia de usar o futebol como instrumento para buscar cada vez mais popularidade também é usada pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), desafeto de Bolsonaro. Ele esteve presente em Lima, quando o Flamengo conquistou a Copa Libertadores. Já de volta ao Brasil, o governador tratou de colar ao lado do time, e esteve ao lado durante boa parte da comemoração. Isso tudo, apesar de afirmar ser corintiano.

O Corinthians, aliás, é uma das paixões do ex-presidente Lula. E, por conta dessa relação, o clube chegou a ser alvo da Operação Lava Jato, em 2016. Isso porque o estádio do clube, construído pela Odebrecht às vésperas da Copa do Mundo no Brasil, foi uma espécie de presente ao ex-presidente Lula, de acordo com delação de Emílio Odebrecht.