Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em nota, governo promete ‘defender interesses comerciais brasileiros’

Gustavo Zucchi

Em nota conjunta assinada pelo Itamaraty e Ministério da Agricultura, o governo brasileiro avisou que já está em “contato com com interlocutores em Washington” para tratar da sobretraxa que Donald Trump prometeu aplicar sobre o aço brasileiro por conta da baixa do Real em relação à moeda norte-americana. No breve texto, os ministérios afirmam que o Planalto irá trabalhar “para defender o interesse comercial brasileiro e assegurar a fluidez do comércio com os EUA” e para “ampliar o intercâmbio comercial e aprofundar o relacionamento bilateral, em benefício de ambos os países”.

Nesta segunda-feira, 2, o presidente norte-americano foi ao Twitter avisar que o aço brasileiro e argentino sofrerão sobretaxa ao entrar nos EUA. O motivo da insatisfação é a alta do dólar em relação ao Real e ao Peso, que prejudicaria setores da agropecuária americana. O presidente Jair Bolsonaro se manifestou brevemente, afirmando apenas que iria conversar com o ministro Paulo Guedes e que, caso houvesse necessidade, ligaria para Trump.

Confira a nota: 

O governo brasileiro tomou conhecimento de declaração do Presidente Donald Trump sobre possível imposição de sobretaxa ao aço brasileiro e já está em contato com interlocutores em Washington sobre o tema.

O governo trabalhará para defender o interesse comercial brasileiro e assegurar a fluidez do comércio com os EUA, com vistas a ampliar o intercâmbio comercial e aprofundar o relacionamento bilateral, em benefício de ambos os países.