Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em situação ‘insustentável’, Bolsonaro ‘continua’ no PSL

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta, 9, que fica no PSL, apesar de seus aliados acrescentarem que a situação dele na legenda é insustentável depois que ele declarou que o presidente da sigla, Luciano Bivar, estava “queimado” e pediu que um apoiador esquecesse o PSL.

“Por enquanto, eu continuo. Não tem crise. Briga de marido e mulher, de vez em quando acontece. Tudo bem. O problema não é meu, o pessoal quer um partido diferente, atuante. Este partido está estagnado. Não tem crise, não tem o que alimentar. Não tem confusão nenhuma”, afirmou Bolsonaro nesta noite.

Ligada ao clã Bolsonaro, a advogada Karina Kufa, no entanto, avalia que a situação do presidente é “insustentável”. “Foi muito difícil entrar em um acordo quando um partido não está disposto a abrir simplesmente uma votação democrática, seja para alteração de estatuto, seja para eleição dos dirigentes. Ficou insustentável em razão desses motivos internos”, disse Karina, que defendia Bolsonaro dentro do PSL até ter contrato rescindido com o eclodir da crise. Ela nega que o desprezo do presidente pelo partido tenha sido motivado por disputas em torno dos fundos públicos (eleitoral e partidário).

 

Tudo o que sabemos sobre:

PSL