Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Em SP, um a cada cinco internados em UTI vai a óbito

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Com 4.315 mortos em decorrência do novo coronavírus, em São Paulo, um a cada cinco pacientes com internação em UTI vem a óbito. A informação foi divulgada na quinta-feira, 14, pela Secretaria Estadual da Saúde. A taxa de ocupação de leitos de UTI na Grande São Paulo é de 85,5%. No Estado, esse índice está em 69%, há 3.884 pessoas internadas em UTI com coronavírus ou com suspeita da doença.

Taxa de ocupação de leitos de UTI na Grande São Paulo é de 85,5%

Taxa de ocupação de leitos de UTI na Grande São Paulo é de 85,5% Foto: Werther Santana/Estadão

“A taxa de letalidade é de 20% nesses casos. Isso significa que, de cada cinco pacientes que vão para a UTI, um não volta para casa”, afirmou Luiz Carlos Pereira Júnior, diretor técnico do Instituto Emílio Ribas. “Além disso, 40% dos pacientes que vão para a UTI acabam precisando fazer terapia renal”, afirmou.

No Estado, por enquanto, não é a falta de leitos de UTI que mata, de acordo com a Coordenadoria do Controle de Doenças do Estado. A taxa de letalidade da doença em São Paulo é de 7,9%, de acordo com Paulo Menezes. “Não foi por falta de leito de UTI que as pessoas morreram. É porque, a cada dia que passa, nós entendemos que o vírus é mais agressivo do que parecia no início da pandemia”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

UTISão Paulocoronavírusmortes