Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Esquerda desidrata em São Paulo

José Fucs

Os tempos não estão favoráveis à esquerda em São Paulo. Segundo uma sondagem realizada pela Paraná Pesquisas no Estado, a centro-esquerda e a esquerda teriam de 27,6% a 38,3% dos votos se a eleição presidencial fosse hoje, mesmo com a participação de Lula. Enquanto isso, a direita, a centro-direita e o centro alcançariam de 40,7% a 45% dos votos. Os eleitores que disseram não saber em quem votar ou não ter candidato somariam de 21% a 26,4% do total.

No cálculo, foram considerados de esquerda e centro-esquerda os eleitores de Lula, Fernando Haddad e Jaques Wagner, do PT; Marina Silva, do Rede; Ciro Gomes, do PDT; Alvaro Dias, do Podemos; e Manuela d’Avila, do PC do B. De direita, centro-direita e centro, os eleitores de Jair Bolsonaro, do PSL; Geraldo Alckmin, do PSDB; Henrique Meirelles, do MDB; João Amôedo, do Novo; Flavio Rocha, do PRB; Rodrigo Maia, do DEM; e Josué Gomes, do PR. / José Fucs