Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘O Estado tem que ser reduzido e supereficiente’, diz empresário

Equipe BR Político

Defensor de um “nacionalismo inteligente, não o burro”, o empresário Rubens Menin, controlador de um dos maiores grupos empresariais brasileiros, prega que o Brasil, para resolver o “esfacelamento” atual, precisa caminhar para um projeto de união nacional. Na opinião dele, a tarefa é difícil para qualquer que seja o político e a matiz partidária.

O empresário Rubens Menin, dono da construtora MRV.

O empresário Rubens Menin, dono da construtora MRV. Foto: Werther Santana/Estadão

“Precisa de uma agenda mínima que atenda a todos, remar todos juntos para o mesmo lado. Um país não tem sucesso sem essa união. Sem uma agenda comum, justa, equilibrada, não vai… Não estou falando das minorias, mas de consenso e agenda nacional comum”, afirmou, em entrevista à Folha.

Na economia, ele aposta no impacto da queda dos juros, e considera a reforma administrativa e privatizações como as prioridades, porque será inútil mudar tributos sem cortar gastos. “Se não diminuir o tamanho do Estado, não adianta fazer reforma tributária, porque continua gastando e precisa arrecadar. O Estado tem que ser reduzido e supereficiente”, avalia.

Tudo o que sabemos sobre:

EconomiaRubens Menin