Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Estados e municípios serão afetados por arrecadação menor, lembra Maia

Equipe BR Político

Com a arrecadação do megaleilão do pré-sal tendo ficado abaixo do esperado, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), lembrou nesta quarta-feira, 6, que os prefeitos e governadores devem sentir os efeitos da distribuição menor de recursos da cessão onerosa.

O leilão das quatro áreas de exploração do pré-sal da Bacia de Santos – Búzios, Itapu, Atapu e Sépia – arrecadou R$ 36,5 bilhões a menos do que o previsto. A Petrobrás arrematou dois campos, outros dois ficaram sem oferta.

“Eles tinham uma expectativa de receber até 28 de dezembro o porcentual na ordem dos 30% da parte do governo federal”, disse.

Na esteira das reações negativas sobre o resultado do leilão Maia avaliou que o desempenho ficou abaixo das expectativas e que é muito ruim a falta de interesse do setor privado na área. “É uma informação negativa. Nossa expectativa era de que o setor privado tivesse maior interesse”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maiapré-salmegaleilão