Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Estatal à venda é alvo da PF

Equipe BR Político

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta, 22, a Operação Círculo Vicioso, segunda fase da Operação Tritão, para desarticular um grupo que fraudava licitações e contratos públicos na Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). Segundo a PF, o esquema causou prejuízo de mais de R$ 100 milhões à empresa. A Codesp é uma das empresas na lista das que o governo anunciou que vai privatizar.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), parabenizou o governo federal pela iniciativa. Segundo ele, se trata de um “importante passo para reduzir a corrupção, melhorar a eficiência e trazer mais competitividade para os produtores. É SP e o BR em um novo patamar de desenvolvimento”, escreveu Doria no Twitter. Nesta manhã, agentes cumprem 21 mandados de prisão temporária e 24 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Santos (SP), Guarujá (SP), Ilha Bela (SP), Bragança Paulista (SP), Serra Negra (SP), Duque de Caxias (RJ) e Fortaleza (CE). As ordens foram expedidas pela 5ª Vara da Justiça Federal de Santos.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.